It: A Coisa (It)


It: A Coisa (It), suspense de terror dramático baseado em Stephen King, dirigido por Andy Muschietti, 2017.

ENREDO: 1989. Os walkie-talkies ainda não haviam dado lugar aos celulares e o fliperama era a diversão dos adolescentes. Na pequena e (hmmmm) pacata cidade de Derry, o índice de mortes é seis vezes maior do que no país todo e o de crianças, maior ainda. Uma cidade amaldiçoada por uma praga recorrente – e que agora voltou e fez sua primeira vítima, Georgie Denbrough (Jackson Robert Scott). Diferentemente dos pais, que estão certos de que ele morreu, Bill (Jaeden Lieberher), seu irmão mais velho, tem a certeza de que George está perdido no sistema de esgotos da cidade. E ele se junta a seis amigos para, com a coragem que nem imaginam ter, descobrir o mal que atingiu a cidade, algo talvez mais arrepiante e aterrorizador do que o bullying feito pelos adolescentes que os perseguem, ou das agressões ou indiferença que alguns sofrem em casa. Vão topar com Pennywise (Bill Skarsgård), o palhaço que se alimenta das próprias fobias dos garotos.

TRAILER: https://www.youtube.com/watch?v=dD264ZjfKlk

AVALIAÇÃO: Passado no final dos anos 80, quando não havia o celular, mas havia os walkie-talkies e o fliperama era a diversão dos adolescentes, o filme tem a seu favor a abordagem da importante questão do bullying (em casa e na rua) e das fobias autoalimentadas. Tem também um quê de romance, na figura de Berverly e de seus dois pretendentes, e traz um alívio cômico, na forma como apresenta os terrores dos protagonistas, os losers da escola:
1. Bill (Jaeden Lieberher) sofre com a gagueira e está inconformado com a perda do irmão menor, que saiu para brincar na chuva com um barco de papel que ele lhe fez.
2. Ben (Jeremy Ray Taylor) é o gordinho recém-chegado à cidade e não tem amigos – é ele quem investiga o misterioso passado do local.
3. Beverly (Sophia Lillis) é a menina que é tratada como “fácil” pelos colegas, apenas porque sabe bem o que quer e é mais liberal. No fundo, seu comportamento talvez seja reflexo do que sofre com o pai (Stephen Bogaert).
4. Richie (Finn Wolfhard) é o nerd de óculos fundo-de-garrafa; talvez o personagem mais engraçado de todos.
5. Mike (Chosen Jacobs) ainda tem pesadelos com o incêndio que matou os pais e sua impotência para salvá-los.
6. Eddie (Jack Dylan Grazer) é o hipocondríaco, cuja doença é alimentada pela mãe. Não vive sem sua bombinha para asma. Um personagem talvez tão cômico quanto o Richie de Finn Wolfhard.
7. Stanley (Wyatt Oleff), mesmo sendo filho de um rabino, nem ao menos sabe as rezas para a cerimônia de sua maioridade religiosa, o Bar Mitzvah. Vive atormentado pela imagem de uma mulher com o rosto distorcido, que seria sua mãe.

O problema é que o filme fica muito dependente de efeitos visuais e especiais e, exceto pelo primeiro susto (e que susto!), os outros não são tão fortes. Comparar com a telessérie da década de 90, tendo visto apenas alguns teasers, é difícil, mas o Pennywise de Tim Curry parecia bem mais assustador…

Anúncios

Sobre Roberto Blatt

Sou formado em Engenharia Eletrônica pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (POLI-USP), tenho M.S. in Computer Systems and Information Technology pela Washington International University e MBA em Administração de Empresas pela FGV. Tenho mais de 25 anos de experiência profissional na área Administrativa Financeira, desenvolvidos em empresas nacionais e multinacionais dos segmentos automotivo, eletroeletrônico e serviços, vivenciando inclusive o start-up, dentro dos aspectos administrativos e financeiros e tendo atuado na gestão de equipes das áreas Administrativa, RH e Pessoal, TI, Financeira, Comunicação e Compras. Professor no Pós-Admn da FGV em Liderança & Inovação e Gestão de Pessoas. Para acessar meu blog com comentários e críticas sobre cinema, cliquem aqui ou, para artigos sobre Administração, Tecnologi a eresenhas de livros, em aqui .
Esse post foi publicado em Drama, Filmes, Suspense, Terror e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s